Nome*:
Telefone*:
E-mail*:
Mensagem:

Orçamento Online
Notícias
  • 21 fev 2019

    É recomendado que a limpeza da caixa d’água seja feita duas vezes por ano. Fevereiro é uma das melhores épocas para fazer o serviço

    A limpeza da caixa ou dos reservatórios de água é tão essencial que já é lei em alguns municípios brasileiros. A higienização é uma forma de prevenção contra a proliferação de vírus, bactérias, fungos, algas, insetos e outros corpos indesejados que podem deixar a água imprópria para o consumo.

    Sem a limpeza adequada, a caixa d’água pode se tornar um depósito de microorganismos que contribuem para infecções, viroses e outras doenças. Por isso é imprescindível garantir que os reservatórios passem pela limpeza, pelo menos, duas vezes ao ano. Segundo as orientações de órgãos de saúde e Vigilância Sanitária, o intervalo de seis em seis meses é ideal para evitar que a água fique infectada.

    Mas como saber se sua caixa d’água precisa de limpeza e quando você deve fazer isso?

    Se não tiver um controle das datas em que a caixa d’água passou por limpeza, você vai precisar verificar. Por isso, para facilitar, anote
    a data da última limpeza na tampa do reservatório, ou em algum local que você sempre olhe.

    As melhores épocas para realizar a limpeza são de dois a três meses antes do verão (setembro/outubro) e no fim da estação (meados de fevereiro ou março). É no verão que os organismos que se desenvolvem na água estão mais propensos à proliferação, devido ao clima quente e à umidade.

    Realizando a limpeza antes desse período (em setembro ou outubro), você garante que sua caixa d’água esteja limpa o suficiente para ser um ambiente menos favorável ao desenvolvimento de determinados organismos.

    Ao fim do verão (fim de fevereiro e no mês de março), a limpeza é útil também para eliminar possíveis focos de doenças ou propagação de organismos.

    Como realizar a limpeza da caixa d’água?

    • Para limpar a caixa d’água é necessário esvaziá-la e fechar os registros. Também é preciso deixar um palmo de água no fundo. A limpeza pode ser feita com um pano úmido ou escova de fibra vegetal. Não utilize nenhum produto de limpeza ou vassouras e outros objetos que possam deixar resíduos.
    • Para garantir que a caixa esteja limpa, apenas retire a sujeira, aproveitando a água que está no fundo.
    • Seque e despeje mais um palmo de água, adicione dois litros de água sanitária e deixe por duas horas, espalhando pelas paredes da caixa (mantenha as paredes sempre úmidas até completarem as duas horas).
    • Após esse tempo, escoe a água. E, depois, é só abrir os registros e deixar que a caixa se encha novamente.
    • Evite utilizar a “primeira água” para cozinhar ou tomar banho.

    Empresas especializadas podem também trabalhar com medição da potabilidade da água, realizar análises, verificar a estrutura da caixa e outros detalhes. Por isso, caso não sinta segurança em realizar a limpeza, contrate um profissional.

    Comente Comente

  • 13 fev 2019

    Os serviços de manutenção e limpeza do condomínio exigem cuidado e muito preparo. Ter profissionais especializados pode poupar muitas dores de cabeça

    Entre as funções de administração do condomínio, os serviços de manutenção e limpeza estão entre os que mais demandam tempo e atenção daqueles que desempenham estas atividades. Geralmente a conservação exige tarefas diárias minuciosas que precisam ser realizadas com organização e preparo, para que o prédio se mantenha limpo e bem cuidado.

    Manter os andares e a frente do condomínio limpos, recolher o lixo, limpar os vidros, lavar a garagem, cuidar do jardim, ficar atento à proliferação de insetos, são apenas algumas das funções de quem cuida da limpeza do condomínio. Mas a conservação também passa pelos pequenos reparos, segurança e portaria, por exemplo.

    Com tantas funções da gestão, acumular a responsabilidade com a manutenção e limpeza toma tempo e gera muitas outras obrigações: administrar os funcionários, cuidar das compras e fornecedores de produtos, organizar horários, fiscalizar os serviços, lidar com imprevistos e muitos outros detalhes.

    Por isso, terceirizar essa mão de obra e contratar uma empresa especializada para esses serviços pode ser a melhor escolha. Com uma conservadora, você otimiza tempo e evita preocupações, além de economizar.

    A HS Conservadora traz o serviço que você precisa, com qualidade e compromisso. Oferecemos a você mão de obra especializada e gerimos toda a conservação do seu condomínio ou empresa. Quer motivos para contratar nossa conservadora?

    GARANTIA DE QUALIDADE NO SERVIÇO

    Investimos na capacitação de funcionários para garantir que os profissionais estejam preparados e cumpram suas funções com excelência e eficiência.

    Além do investimento em pessoal, trabalhamos com equipamentos de proteção individual (EPI) e nos preocupamos com a qualidade dos produtos utilizados, prezando pela economia e eficácia.

    GESTÃO DO PESSOAL E FISCALIZAÇÃO

    Terceirizando os serviços de conservação e limpeza, a HS Conservadora fica responsável pelos funcionários que cuidarão da manutenção do seu condomínio. Você não precisa se preocupar com as obrigações trabalhistas, folha de pagamento, nem com a administração dos serviços (escalas, faltas, férias, substituição de funcionário). Assim você poupa tempo e ainda economiza no orçamento.

    Com a gestão por nossa conta, também assumimos a fiscalização dos serviços prestados. Ficamos responsáveis por verificar como as funções estão sendo desempenhadas, alinhar com os funcionários o que deve ser feito, conferir se os horários estão sendo cumpridos, fazer reposição de material e atender às demandas do seu condomínio ou empresa.

    ECONOMIA

    A otimização de seu tempo e a economia com os custos relacionados à conservação, segurança e limpeza de seu condomínio são fatores que fazem a diferença na hora de pensar em contratar uma conservadora. Calculando todas as despesas e considerando o tempo dispensado para administrar tudo isso, terceirizar o serviço é muito mais econômico. E, além de desonerar os gastos, são incontáveis obrigações a menos com que se preocupar.

    Quer contratar uma conservadora para a sua empresa? Entre em contato com a HS Conservadora!

    Conheça nossos serviços de conservação e limpeza em Juiz de Fora

    Comente Comente

  • 30 ago 2017

    O papel dos síndicos e dos síndicos profissionais nos condomínios brasileiros será debatido em audiência pública na Comissão Senado do Futuro (CSF) nesta quinta-feira (31). A iniciativa é do presidente da comissão, senador Hélio José (PMDB-DF).

    A proposta é discutir em audiência o futuro dos condomínios no Brasil, o processo de profissionalização da administração dos condomínios verticais e horizontais, formas de convivência entre condomínios fechados e bairros abertos, a preservação dos sítios arquitetônicos e urbanísticos frente às demandas de segurança dos moradores, assim como a legislação que precisa ser aperfeiçoada para recepcionar as demandas sociais relacionadas à vida em condomínios.

    Para o debate foram convidados o presidente da Associação de Síndicos de Condomínios Residências e Comerciais do Distrito Federal (Assosíndico-DF), Emerson Ferreira Tormann; o presidente da Associação Brasileira de Síndicos e Síndicos Profissionais (Abrassp), Paulo Roberto Melo, além de especialistas e representantes dos Ministérios das Cidades e do Trabalho.

    A audiência está marcada para 18h, na sala 13 da Ala Alexandre Costa, e será interativa.

    Participe: 
    http://bit.ly/audienciainterativa
    Portal e-Cidadania:
    www.senado.gov.br/ecidadania
    Alô Senado (0800-612211) 

    Fonte: Portal Senado

    Comente Comente

  • 30 ago 2017

    Entidade que reúne 23 associações de empresas de embalagens, a Coalizão assinou com o governo federal um acordo setorial, em parceria com o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (ONU Meio Ambiente). A intenção é engajar a população brasileira a separar o lixo orgânico do seco, que pode ser reciclado.

    “Separe. Não Pare” estimula o descarte consciente do lixo doméstico. De acordo coma Pesquisa Nacional de Saneamento Básico, metade desses rejeitos é descartado sem qualquer tratamento. Sem o tratamento adequado, há um prejuízo de R$ 8 bilhões, já que se deixa de gerar renda com maior valor agregado aos reciclados.

    A ideia é levar a educação ambiental, sobretudo pelas redes sociais, à população na separação dos resíduos, a partir de medidas práticas que podem ser adotadas sobretudo em condomínios e comunidades. Colocar em recipientes diferentes o lixo orgânico e o seco já facilita o trabalho de quem é responsável por transformar esse material.

    lixo em condomínios

    De acordo com os dados do governo, 65% do material recolhido no país é tratado.

    “O principal objetivo é engajar a população a separar o lixo e dar uma destinação adequada. A ideia é que essa mudança de atitude é o primeiro elo para assegurar que os produtos vão ter a logística reversa”, destacou o presidente do Compromisso Empresarial para Reciclagem (Cempre), Victor Bicca.

    Orgânico x Seco

    O site da campanha traz orientações sobre o tratamento que deve ser dado em casa ao lixo urbano. Uma distinção básica para saber em que lata colocar os resíduos é avaliar a perenidade dos produtos.

    Se ficam estragados rapidamente, vão para o depósito de orgânicos, como restos de comida; se têm certa durabilidade e não possuem origem biológica, vão para o lixo seco, depois de limpos.

    Diariamente, no País, são geradas 180 mil toneladas de lixo por dia nas cidades. Em média, 55% desse volume são resíduos orgânicos. O que sobra é o lixo seco, que pode ser reciclado. De acordo com o Cempre, 65% desse total chega às cooperativas de catadores para ser tratado. Mas esse percentual poderia ser maior se o lixo fosse separado na fonte.

    Logística

    “Absorver a mensagem da sustentabilidade. Qualquer processo educativo é longo, de qualquer forma a população precisa se apropriar, pois a segregação na origem, ou seja, separar antes de jogar fora, é o mais importante”, explica a Diretora de qualidade ambiental e gestão de resíduos do Ministério do Meio Ambiente, Zilda Veloso.

    A campanha se debruça sobre mecanismos de logística reversa: nesse modelo, os resíduos reciclados pelos catadores retornam às empresas como matéria-prima das embalagens, para que sejam reaproveitados na cadeia produtiva.

    As ações da campanha começaram a ser implantadas em condomínios em São Paulo, onde serão distribuídos adesivos que devem ser aplicados em lixeiras, para indicar o local correto do descarte do lixo. Segundo Victor Bicca, a medida deve ser ampliada para outras capitais no ano que vem.

    Com a adoção dessas medidas, a Coalizão pretende diminuir em até 22% a quantidade de embalagens que são destinadas aos aterros sanitários, até o ano que vem. Além disso, as associações também assumem o compromisso da responsabilidade compartilhada, ao se comprometerem a elevar a produção de embalagens de materiais que podem ser reciclados.

    Fonte: Portal Brasil, com informações do Ministério do Meio Ambiente e IBGE

    Comente Comente

  • 11 abr 2016

    Você sabia que a canela também tem propriedades que beneficiam as plantas? Veja como usá-la para cuidar do seu jardim.

    canela 2

    Ingrediente importantíssimo na prevenção e controle de algumas doenças, termogênico natural, a canela também pode ser muito útil no cuidado com as plantas. Por ser fungicida, ela é capaz de eliminar pragas e fortalecer os vegetais durante seu crescimento, protegendo seu jardim.

    Quer saber como usar a canela na manutenção do seu jardim? Aí vão as dicas:

    – Para ajudar no crescimento das plantas

    Polvilhe um pouco de canela na terra em que for plantar. Ela vai ajudar no desenvolvimento das sementes até brotarem. Aplique também logo abaixo das folhas para incentivar novas brotações.

    – Para cicatrizar e recuperar folhas, flores e frutos danificados

    Quando for podar sua planta, espalhe canela sobre o local do corte para que cicatrize mais rápido. Se a planta estiver machucada, você deve aplicar a canela sobre a região da ferida para curá-la e evitar novas infecções.

    Além disso, a canela também trata alguns tipos de podridão (como, por exemplo, a podridão negra nas orquídeas). Ela seca os tecidos umidificados que fazem com que a flor fique podre. Aplique a canela sobre a região a ser remediada e, depois que a canela agir, corte o que foi danificado.

    – Para afastar insetos e pragas

    Espalhe canela sobre algumas plantas de seu jardim. Elas ficarão livres dos indesejados insetos como formigas e moscas e outras pragas.

    Atenção se você cultiva orquídeas! A ação da canela em todos os tipos da flor tem grande eficiência em seu desenvolvimento, prevenção e tratamento.

    A HS Conservadora oferece as melhores soluções em conservação para o mercado de Juiz de Fora.

    Faça seu orçamento online ou Fale Conosco!

    Telefone: (32)3083-4214

    Comente Comente

  • 02 mar 2016

    Falar dos cuidados com o mosquito nunca é demais! E se você já tomou todas as providências conhecidas para preveni-lo, mas continua com medo do Aedes aegypti, é hora de partir para o combate. Confira como evitar a proliferação do mosquito.

    Tampar a caixa d’água, evitar acúmulo de lixo e não deixar água parada são algumas formas de manter o Aedes aegypti longe da sua casa. Mas isso pode não ser o suficiente e em época de epidemias, como agora, é preciso redobrar os cuidados. Tudo o que for eficaz no combate ao mosquito, é válido!

    Por isso, hoje a gente traz a “receita” de uma armadilha caseira contra o Aedes.  A invenção é chamada de Mosquitérica (uma armadilha letal para as moscas) e foi desenvolvida pelo Professor de Microbiologia da UFRJ, Maulori Cabral, juntamente com outros pesquisadores da instituição e da Fio Cruz. Confira como fazer a armadilha em casa.

    Você vai precisar de:

    • 1 garrafa pet;

    • 1 pedaço de microtule;

    • Lixa de parede;

    • Fita isolante;

    • Tesoura;

    • Arroz, alpiste ou ração para gato

    Como fazer?

    Corte a parte de cima da garrafa, formando um funil. Use o microtule para tampar o bico da garrafa. Depois, lixe bem o interior do funil. Na outra parte da garrafa, jogue o alpiste, o arroz, ou a ração (que devem estar triturados) e encha de água. Encaixe as duas partes, deixando o bico da garrafa para baixo. Passe a fita isolante pela borda do encaixe, para vedá-lo e está pronta sua mosquitérica.

    Mosquitérica pronta. Atente-se para o nível de água.

    Mosquitérica pronta. Atente-se para o nível de água.

    Observação: O microtule não deve ser substituído. Só ele poderá garantir que as larvas entrem e não escapem.

    Eficácia

    Antes de colocar a armadilha do mosquito em casa, elimine todos os focos existentes. Assim, a mosquitérica será o único local possível para o Aedes se proliferar.

    A armadilha funciona assim: o mosquito põe seus ovos perto da água. Dos ovos nascem as larvas que vão passar pelo microtule para se alimentar dos grãos deixados no recipiente. À medida que as larvas comem e crescem, não conseguem mais passar pelo microtule e acabam morrendo na água da armadilha.

    Para saber se os mosquitos capturados são da espécie Aedes aegypti, basta direcionar uma luz para eles (de lanterna, por exemplo). Se fugirem, são os vilões!

    Fonte: Dengue.org

    A HS Conservadora oferece as melhores soluções em conservação para o mercado de Juiz de Fora.

    Faça seu orçamento online ou Fale Conosco!

    Telefone: (32)3083-4214

    Comente Comente

HS Conservadora Todos os Direitos Reservados | 2013
Deselvolvido por Futuro Comunicação Aprimorar Desenvolvimento