Nome*:
Telefone*:
E-mail*:
Mensagem:

Orçamento Online
Notícias
  • 02 mar 2016

    Armadilha caseira contra o Aedes Aegypti

    Falar dos cuidados com o mosquito nunca é demais! E se você já tomou todas as providências conhecidas para preveni-lo, mas continua com medo do Aedes aegypti, é hora de partir para o combate. Confira como evitar a proliferação do mosquito.

    Tampar a caixa d’água, evitar acúmulo de lixo e não deixar água parada são algumas formas de manter o Aedes aegypti longe da sua casa. Mas isso pode não ser o suficiente e em época de epidemias, como agora, é preciso redobrar os cuidados. Tudo o que for eficaz no combate ao mosquito, é válido!

    Por isso, hoje a gente traz a “receita” de uma armadilha caseira contra o Aedes.  A invenção é chamada de Mosquitérica (uma armadilha letal para as moscas) e foi desenvolvida pelo Professor de Microbiologia da UFRJ, Maulori Cabral, juntamente com outros pesquisadores da instituição e da Fio Cruz. Confira como fazer a armadilha em casa.

    Você vai precisar de:

    • 1 garrafa pet;

    • 1 pedaço de microtule;

    • Lixa de parede;

    • Fita isolante;

    • Tesoura;

    • Arroz, alpiste ou ração para gato

    Como fazer?

    Corte a parte de cima da garrafa, formando um funil. Use o microtule para tampar o bico da garrafa. Depois, lixe bem o interior do funil. Na outra parte da garrafa, jogue o alpiste, o arroz, ou a ração (que devem estar triturados) e encha de água. Encaixe as duas partes, deixando o bico da garrafa para baixo. Passe a fita isolante pela borda do encaixe, para vedá-lo e está pronta sua mosquitérica.

    Mosquitérica pronta. Atente-se para o nível de água.

    Mosquitérica pronta. Atente-se para o nível de água.

    Observação: O microtule não deve ser substituído. Só ele poderá garantir que as larvas entrem e não escapem.

    Eficácia

    Antes de colocar a armadilha do mosquito em casa, elimine todos os focos existentes. Assim, a mosquitérica será o único local possível para o Aedes se proliferar.

    A armadilha funciona assim: o mosquito põe seus ovos perto da água. Dos ovos nascem as larvas que vão passar pelo microtule para se alimentar dos grãos deixados no recipiente. À medida que as larvas comem e crescem, não conseguem mais passar pelo microtule e acabam morrendo na água da armadilha.

    Para saber se os mosquitos capturados são da espécie Aedes aegypti, basta direcionar uma luz para eles (de lanterna, por exemplo). Se fugirem, são os vilões!

    Fonte: Dengue.org

    A HS Conservadora oferece as melhores soluções em conservação para o mercado de Juiz de Fora.

    Faça seu orçamento online ou Fale Conosco!

    Telefone: (32)3083-4214

    Comente Comente

HS Conservadora Todos os Direitos Reservados | 2013
Deselvolvido por Futuro Comunicação Aprimorar Desenvolvimento